Tudo o que você precisa saber sobre a Rinoplastia: a cirurgia plástica no nariz

A rinoplastia é um procedimento muito conhecido e procurado, sendo a 5ª cirurgia plástica mais realizada no Brasil segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Ela impacta na autoestima, confiança e imagem pessoal de maneira profunda e marcante, trazendo inúmeros benefícios para a qualidade de vida dos pacientes.

Essa cirurgia busca corrigir defeitos nasais estéticos ou funcionais, harmonizando o formato e tamanho do nariz de acordo com o rosto do paciente.

Outros pontos importantes são a manutenção ou melhora da integridade das funções nasais, como a respiração, a filtração e a preservação do olfato.

As mudanças e correções acontecem por meio da manipulação de estruturas como a cartilagem, osso e pele.

Vamos conhecer mais detalhes sobre ela¿

QUAIS SÃO OS TIPOS DE RINOPLASTIA

Os principais tipos de rinoplastia são a estética e a funcional. A estética se subdivide em redutora, de aumento, do dorso nasal, da columela (cartilagem entre as narinas), entre outros.

Já a funcional está associada ao desvio de septo, correção da popularmente conhecida como carne esponjosa, e outros.

QUEM PODE FAZER A RINOPLASTIA

A partir dos 15 anos de idade para as mulheres e entre 16 ou 17 anos para os homens, já é possível realizar a rinoplastia, pois nesta fase o desenvolvimento facial do paciente já está concluído. Contudo, é necessária avaliação médica individualizada.

PASSO A PASSO NO PERÍODO PRÉ-OPERATÓRIO

O primeiro passo para a realização da rinoplastia é a consulta médica com seu cirurgião de confiança. Nela, serão avaliados todos os aspectos físicos e clínicos do paciente, e quais são os motivos e expectativas para o procedimento.

Serão requisitados exames laboratoriais para avaliar a saúde de modo completo e serão feitas as medidas do rosto e as fotografias para o prontuário.

Durante a consulta é essencial que o paciente se sinta à vontade para fazer perguntas e sanar todas as suas dúvidas, para que tenha segurança e tranquilidade na realização do procedimento desejado.

COMO ELA É REALIZADA

A cirurgia de rinoplastia requer a anestesia geral. Existem diversas técnicas para a sua realização que serão decididas conforme o objetivo do paciente e a complexidade da cirurgia.

A internação médica é de 12 a 24 horas e o tempo de cirurgia leva em torno de 1 a 4 horas.

COMO É O PÓS-OPERATÓRIO DA RINOPLASTIA

No período pós-operatório da rinoplastia há uma série de cuidados a serem tomados que são fundamentais para garantir uma boa recuperação.

Entre eles estão os curativos. O nariz permanecerá com uma imobilização plástica e curativo por alguns dias, até a avaliação em consulta pós-operatória.

É normal que, nas primeiras 48 horas, haja algum sangramento. Além disso, é necessária atenção na hora de dormir. O paciente deverá ficar com a cabeça levemente elevada e deitar na posição de barriga pra cima.

Nas 2 semanas após a cirurgia é comum a presença de inchaço e hematomas na região.

RECUPERAÇÃO E RESULTADOS DO PROCEDIMENTO

Evitar qualquer esforço no período de 7 dias é fundamental para a recuperação e cicatrização. Aos poucos é possível retornar as atividades do dia a dia. Com 4 semanas a atividade física poderá ser liberada de acordo com a avaliação médica, com a ressalva para exercícios que tenham risco de traumas na região nasal.

Para não prejudicar a cicatrização, é indicado que os pacientes evitem a exposição solar. Ainda assim, quando houver a liberação médica, se faz necessário o máximo de proteção.

A rinoplastia restaura o amor-próprio, a autoestima e autoconfiança. Informação é essencial para você se sinta seguro para tomar a decisão pela realização da cirurgia. Não deixe de consultar um cirurgião da sua confiança para esclarecer suas dúvidas particulares.

MAMOPLASTIA DE AUMENTO: SAIBA TUDO SOBRE A CIRURGIA

A mamoplastia de aumento é a cirurgia plástica preferida entre as brasileiras. Ela utiliza implantes para dar volume aos seios ou restaurar o volume mamário perdido após perda de peso ou gravidez, por exemplo.

Os implantes também podem ser utilizados para reconstruir a mama após a mastectomia (câncer de mama) ou lesão.

Entre os principais objetivos do procedimento, está a melhora do equilíbrio e harmonia visual do corpo, a melhora da autoestima e autoconfiança e o aumento do tamanho e projeção dos seios.

Como é feita a cirurgia

Durante o período pré-operatório iremos analisar qual a melhor opção de anestesia para cada caso e procedimento, podendo ser anestesia geral ou local.

No dia da cirurgia, após a anestesia, é feita a incisão para implantação do silicone. Essa incisão pode ser realizada de 3 formas diferentes: periareolar (na areóla da mama), transaxilar (nas axilas) ou inframamária (abaixo dos seios).

Em seguida, ocorrerá a colocação da prótese. O implante poderá ser colocado na frente (submuscular) ou atrás do músculo (colocação subglandular). As decisões referentes ao tipo de prótese e onde ele será colocado também são tomadas durante as consultas pré-operatórias, após a avaliação completa da paciente.

Por fim, é feito o fechamento da incisão, utilizando técnicas que facilitem a cicatrização e evitem ao máximo cicatrizes e marcas muito aparentes. O procedimento dura cerca de 1 hora.

Qual a diferença entre mamoplastia e mastopexia?

A mamoplastia de aumento tem como objetivo proporcionar mais volume aos seios ou recuperá-lo.

Já a mastopexia atua como um lifting, uma remodelação. Pela perda de peso, gravidez ou alguns outros fatores, a mama pode ficar flácida e perder seu contorno e firmeza. Por meio da mastopexia, é feito um reposicionamento da aréola e do tecido mamário, removendo o excesso de pele e comprimindo o tecido.

É comum as pacientes aliarem os dois procedimentos, de modo que, na mesma cirurgia, possam tratar as mamas caídas e sua flacidez, por meio da retirada de excesso de pele e adição de uma prótese de silicone para dar volume e deixar a mama mais firme.

Como é a recuperação e como fica a cicatriz?

O pós-operatório é, sem dúvidas, uma das etapas mais importantes para alcançarmos um bom resultado na cirurgia de mamoplastia de aumento.

O período de recuperação de cada paciente pode variar, de acordo com o seu organismo e de como são adotados os cuidados necessários.

De modo geral, esse período leva em torno de 1 à 2 semanas. Será normal sentir um pouco de dor nos primeiros dias e, para isso, receitamos medicamentos para te ajudar a ficar confortável.

Além disso, há um inchaço decorrente do trauma causado pela cirurgia, que aos poucos irá reduzir naturalmente. As atividades do dia a dia e o exercício físico serão liberados aos poucos, conforme a recomendação médica. Tudo isso deverá ser acompanhado de perto por seu médico nas consultas pós-operatórias.

Outros pontos importantes a serem ressaltados: será necessário dormir apenas de barriga para cima durante um período da recuperação. Em média, após 6 semanas será possível dormir de lado e, em 3 meses, dormir de bruços. A paciente terá que utilizar um sutiã cirúrgico durante 4 semanas, que poderá ser retirado apenas para tomar banho.

Muitas pacientes também questionam sobre o sol. Bom, por um mês é indicado que não tome sol de modo direto na mama e na cicatriz, para não interferir na cicatrização e coloração do corte. Também são indicados géis e cremes para auxiliar em todo o processo e evitar ao máximo o aparecimento de estrias.

Possibilidade da Fast Track Recovery

Caso você não tenha disponibilidade desse tempo de repouso necessário para a recuperação, uma ótima opção é a técnica Fast Track Recovery.

É uma ótima opção para mulheres que não tem disponibilidade de tempo para recuperação, tem filhos ou que queiram uma recuperação menos dependente e com menos dor.

Algumas das vantagens da recuperação rápida são a possibilidade de elevar os braços no mesmo dia, dirigir no dia seguinte, lavar e secar o cabelo sozinha com secador, carregar peso até 10kg, entre outros.

A possibilidade de adoção dessa técnica deve ser avaliada no consultório entre paciente e cirurgião.

E os resultados?

Os resultados poderão começar a ser vistos por volta de 3 meses após a cirurgia por conta da redução do inchaço. Contudo, o resultado final e definitivo será em 1 ano, quando ocorre a total cicatrização de prótese pelo organismo.

Busque encontrar a sua melhor versão. Para isso, vise a sua autoestima e saúde. Não deixe de pesquisar sobre a formação, qualificação e referências do seu médico, para assim, ser acompanhada por um profissional de confiança que lhe traga segurança.

Agende uma consulta na Clínica Unique e tire todas as suas dúvidas.

O que é a Lipoabdominoplastia

Estamos sempre buscando formas de conquistar nosso corpo dos sonhos, aliando saúde, estética e autoestima.

A cirurgia plástica evolui em prol dessa missão. Por isso, com o passar dos anos surgem novas tecnologias que melhoram os resultados e o pós-operatório de pacientes.

A Lipoabdominoplastia é um procedimento 2 em 1, que proporciona a remoção de gordura e a definição do abdômen. Vamos conhecer mais detalhes¿

Como é realizada

A cirurgia de Lipoabdominoplastia é dividida em duas etapas.

A primeira é a retirada da gordura em excesso, por meio da técnica de lipoaspiração, da região abdominal.

É nessa parte que são “desenhadas” as curvas e evidenciada a musculatura.

Já a segunda etapa é a abdominoplastia propriamente dita. Nela é feita a é recuperação do tecido muscular da parede abdominal, e é retirado o excesso de pele, que por sua vez elimina a flacidez.

Para quem é indicada

Essa cirurgia é indicada para pessoas que estejam próximas ao seu peso ideal.

Os casos mais comuns de indicação para a Abdominoplastia são de pessoas com flacidez abdominal em consequência da gravidez e grandes mudanças de peso, e com gordura localizada, especialmente na região abdominal e flancos.

Contudo, ainda assim é necessário salientar que esses fatores citados acima não são únicos ou uma certeza para a realização. A avaliação médica individual é essencial para concluir qual o melhor procedimento para cada paciente.

Como fica a cicatriz

Na preparação para a cirurgia, o médico responsável irá fazer as marcações dos locais em será retirada a pele. A cicatriz ficará na região da altura da cesariana.

Além disso, há a possibilidade de haver pequenas cicatrizes nos locais que são feitas as incisões para a aspiração da gordura.

Após a cirurgia, é preciso ter disciplina e tomar uma série de cuidados para que a cicatrização ocorra de forma eficiente e fique o menos visível possível.

Ainda assim, ela pode ser facilmente coberta por roupas, até mesmo biquínis.

Como é o Pós-operatório

Os cuidados no período pós-operatório seguem o padrão das cirurgias de lipoaspiração.

Nos primeiros dias será normal sentir dores, e também o aparecimento de hematomas, que irão diminuir com o passar das semanas.

Irá ocorrer o acúmulo de líquidos no abdômen como consequência do procedimento. Por isso, são colocados drenos e deve ser feito drenagem linfática, iniciando entre 3 a 7 dias após a cirurgia.

A paciente deverá utilizar uma malha cirúrgica compressora, que ajudará a proteger a região e reduzir o inchaço.

Por fim, é necessário permanecer pelo menos uma semana em repouso para uma boa recuperação.

Quando posso ver os resultados

Os resultados podem começar a ser vistos de forma definitiva, em média, 3 meses após o procedimento. Contudo, esse período pode variar de acordo com o organismo de cada paciente, as condições prévias e os cuidados no pós-operatório.

A alta médica geralmente acontece com 1 ano de cirurgia, período no qual a cicatrização está completa.

Cabe ressaltar que para alinhar possibilidades e expectativas é necessário consultar seu cirurgião de confiança.

Em meus atendimentos, deixo claro à paciente o que é possível realizar através da cirurgia plástica para valorizar sua beleza, sem comprometer sua saúde. Para saber mais sobre o procedimento e fazer uma avaliação, fale conosco. Será um prazer receber você.