Plástica na bochecha: você conhece essa técnica?

plastica na bochecha

Uma das cirurgias que mais têm despontado na preferência dos brasileiros é a plástica na bochecha, conhecida como bichectomia. O nome esquisito está relacionado às “bolas de bichat”, que são bolsas de gordura localizadas nas bochechas – entre a maçã do rosto e a mandíbula.

O procedimento vem sendo procurado por quem quer afinar o rosto ou tem bochechas muito proeminentes e acaba se incomodando com isso.

O que é a plástica na bochecha e como ela é feita?

A plástica na bochecha é considerada um procedimento relativamente simples, do qual se retira um pouco de gordura localizada nas bolas de bichat. Para isso, o cirurgião realiza, na parte interna da boca do paciente, um corte de cada lado por onde irá retirar a gordura. Em geral, cada incisão possui cerca de 2 cm.

A cirurgia é feita com anestesia local e na maioria dos casos o paciente é liberado no mesmo dia, levando apenas alguns pontos na parte interna da boca – mas que não precisam ser retirados, pois caem sozinhos.

Todo esse processo leva em torno de 40 minutos e o método está indicado para pessoas insatisfeitas com o formato mais redondo do seu rosto, deixando, assim, essa região mais fina e magra.

Quais os riscos da plástica na bochecha?

Apesar de ser considerado um procedimento simples, a bichectomia é uma cirurgia e como tal pode trazer alguns riscos. O principal é a possibilidade de corte do nervo que dá sensibilidade ao terço médio da face – que vai do lábio inferior até a orelha- e está localizado bem no meio das ‘bolas de bichat’ (o ponto onde existe a gordura localizada).

Por isso, escolher um cirurgião plástico habilitado e que esteja acostumado a realizar esse processo é muito importante, pois, caso essa terminação nervosa seja afetada, é possível perder ou alterar a sensibilidade no rosto do paciente.

Outro problema que pode acontecer é a retirada excessiva de gordura, que pode levar a uma atrofia tardia nas ‘bolas de bichat’ e, mais tarde, levar o paciente a um procedimento para repreenchimento de gordura na face.

Para quem a plástica na bochecha é desaconselhável?

Este procedimento não é indicado para pacientes acima do peso (e que possuem o rosto mais ‘gordinho’ por esse motivo), idosos e pessoas com flacidez nas bochechas. Nesse último caso, além da bichectomia, para a correção do problema estético pode ser necessário também a realização de um lifting.

Quais os cuidados pós-operatório da plástica na bochecha?

Aqueles que passaram pela bichectomia devem evitar, durante uma semana, alimentos quentes, banhos muito quentes e exposição ao sol – já que todas essas medidas podem inchar a região.

Também é indicado o uso de gelo durante 24 ou 48 horas após o procedimento. Já para aquelas pessoas que têm facilidade em ficar com a pele mais roxa, é possível o uso de arnica duas semanas antes e duas semanas após a cirurgia.

E, então, ficou interessado na bichectomia – ou plástica na bochecha-? O que achou desse procedimento? Deixe-nos um comentário.

#uniquecirurgiaplastica #clinicaunique #cirurgiaplastica #clinicadointerior #mogimirim #plasticanabochecha #saudeebemestar

1 Comentário

  1. Hionki Ezaki disse:

    Olá tenho o rosto bem arredondado, será que é possível afinar mais com essa técnica?
    Sou a Hionki

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.